Fatos de D. Luiz

Em uma breve conversa com D. Luiz nessa semana, da qual participaram o Sr. Luiz Franco, Sr. José Luiz e eu, comentamos das mudanças rápidas que aconteciam. D. Luiz contou que, morando em Jacarezinho – PR, precisava ir até Ourinhos para telefonar ao seu pai e, mesmo estando no Estado de S. Paulo, levava quase duas horas para completar a chamada. Ele e seus irmäos aproveitavam a viagem para almoçar numa churrascaria.

D. Luiz lembrou que na época de estudante, na Alemanha, escrevia cartas e telefonema era coisa rara e geralmente notícia muito importante. Demorava horas para completar a chamada, passando por várias telefonistas e era extremamente caro.

O Sr. Franco lembrou que, em 1990, precisou enviar por FAX uma carta manuscrita de D. Luiz, que vivia em Amparo. Foi preciso viajar até Águas de Lindóia para enviar o documento através de uma agência.

A conversa foi na sede do Pró Monarquia, após D. Luiz voltar de uma reuniäo sobre atualidades e recortes de notícias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s