Arquivo da tag: vereador

Campanha na rua

Durante panfletagem na Av. Paulista x Rua Augusta

Banner na Rua Melo Alves, Cerqueira César

Anúncios

Jantar da candidatura

Fotos do evento realizado no dia 13 de setembro, na Xodó Paulista Pizzaria.

 

 

 

 


O candidato Ciro dirige palavras ao Cel. Paes de Lira e Gustavo Cintra do Prado.
Em primeiro plano Walter Harada, do movimento monárquico.

Coronel Paes de Lira apoia Tamazato Vereador, do PTC nas Eleições 2008

Cel. Paes de Lira, ex-comandante da PM, apoia a campanha Tamazato Vereador. Internet grátis wi-fi, transporte diferenciado, redução do estado (prefeitura) e integração do bilhete único com o SUS e bibliotecas. Volta do ensino de educação moral e cívica. Novos treinamentos e equipamentos aos guardas municipais.

Folha entrevista candidatos

A Folha de São Paulo fez cinco perguntas para os candidatos.  Minhas respostas estão em
http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2008/eleicoes/vereadores/sp-sao_paulo-36258-3.shtml

Sonia Racy cita o candidato monarquista

O Estado de São Paulo
Coluna Direto da Fonte  – Caderno Cultura, página D10 – 07 de setembro de 2008.
Sonia Racy

Pimenta do Reino

Quem se dá ao trabalho de garimpar entre os nomes dos postulantes à vereança paulistana encontra verdadeiras pérolas. Uma delas:  Jean Tamazato, do PTC, faz campanha defendendo a volta da monarquia, via Câmara Municipal. 

Seria o prefeito nomeado Rei da Paulicéia?

Como nasce um Paradigma…

(transcrito de www.marcoscintra.org)

Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.

Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada,os outros enchiam-no de pancadas.

Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos.

A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.

Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.

Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato.

Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.

Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.

Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: “Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui…”

Você não deve perder a oportunidade de passar esta história para seus amigos, para que, vez por outra, questionem-se porque estão se batendo… (…)

Começa a campanha do monarquista Vereador 2008 PTC